Confira 4 dicas práticas para lidar com as dívidas

Confira 4 dicas práticas para lidar com as dívidas

Quando você está preocupado com suas dívidas e tenta decidir a melhor maneira de resolver seus problemas financeiros, é comum se sentir perdido e sem saber o que fazer. O impacto psicológico também é um fator importante: como adultos, esperamos saber administrar nosso dinheiro corretamente.

Para te ajudar, apresentamos, ao longo deste post, 4 excelentes dicas que o ajudarão a lidar melhor com as dívidas e equilibrar suas finanças pessoais. Boa leitura!

1. Compre apenas com dinheiro por 2 semanas

Você se lembra de quando foi a última vez que pagou suas contas apenas com dinheiro vivo? Os cartões de crédito e débito levam muitas pessoas a desenvolverem hábitos de compra nocivos, se perdendo entre a tênue linha que separa o que pensam que podem pagar no próximo mês e aquilo que, de fato, conseguem pagar.

Utilizar apenas dinheiro, ao menos por um período determinado, faz com que seja muito mais fácil identificar os recursos que você dispõe para comprar ou não determinado produto ou serviço. Como benefício imediato, você reduz a contração de novas dívidas.   

2. Monitore todos os seus gastos

Para onde vai seu dinheiro? Em cada dia de pagamento, há dinheiro na conta, no entanto, ele nunca parece durar o suficiente, não é mesmo?

Para superar essa dificuldade, monitore suas despesas. Registre tudo o que gastar. Desde pequenas compras, como um cafezinho na padaria, até gastos mais elevados, certifique-se de não deixar nada passar.

3. Analise seu orçamento mensalmente

Analisar o orçamento é uma das coisas mais inteligentes que você pode fazer para recuperar suas finanças. Contraditoriamente, essa é uma das soluções mais negligenciadas pela maioria das pessoas que se encontram endividadas.

Essa estratégia torna a vida muito mais fácil, pois você adquire um verdadeiro guia para decidir como gastar e poupar seu dinheiro.

4. Crie um plano para pagar suas dívidas

Muitas pessoas optam por realizar pagamentos mínimos a cada mês e não refletem sobre as chances de conseguir se livrar, de vez, da dívida em questão. O primeiro passo para atingir esse objetivo é elaborar um plano para eliminá-la:

  • calcule sua dívida total: em um caderno ou aplicativo, anote o nome de cada credor, o montante devido, o valor mensal e as taxas de juro incluídas. Dependendo de seus objetivos principais, você pode querer considerar apenas dívidas com juros altos, como cartões de crédito e empréstimos pessoais;

  • determine o quanto você pode pagar: use seu orçamento para ajudar você a descobrir o que pode ser gasto em dívidas a cada mês. Determine o total de renda oriundo de fontes confiáveis (salários, pensões, bônus ou dividendos) e subtraia as despesas essenciais.

Todas essas medidas não adiantarão se você não estiver comprometido em colocar seu plano em ação. Portanto, revise-o à medida que você progride no pagamento de suas dívidas. Se a sua situação financeira mudar, com acréscimos ou perdas de renda, você deve atualizá-lo. O mais importante é que ele seja realizável.

Gostou do nosso artigo? Quais ações você realiza para garantir uma boa gestão de suas finanças pessoais? Deixe um comentário no post e divida conosco sua experiência!

Economizar dinheiro: 4 motivos para começar a poupar agora!

Economizar dinheiro: 4 motivos para começar a poupar agora!

Você consegue economizar dinheiro? Ter uma graninha reservada é sempre bom, não é mesmo? Afinal, imprevistos acontecem o tempo todo e nunca se sabe o que o futuro nos reserva.

Mas não é só isso. Ao fazer um pezinho de meia você poderá tirar do papel os seus planos  independentemente de quais sejam —, tornando os seus sonhos realidade.

Por isso, é importante começar a economizar dinheiro desde cedo, pois como já dizia o ditado, “de grão em grão, a galinha enche o papo”. Isto é: juntando um pouquinho aqui e guardando mais um tanto ali, no final, você terá um montante bem expressivo. 

Se interessou pelo assunto e quer mais alguns motivos para poupar uma grana? Então continue a leitura:

1. Ter mais experiências de vida

Sabia que experiências trazem mais felicidade do que a aquisição de produtos? É verdade! Tal constatação foi feita pelo psicólogo Thomas Gilovich por meio de uma pesquisa. Isso significa que viajar, por exemplo, vai deixá-lo muito mais alegre do que conquistar bens materiais. 

Mas, como você já sabe, para passear é preciso ter uma renda já reservada. Afinal, você tem que arcar com alimentação, passagens, hospedagem, passeios turísticos e outros. Aí é que entra a importância de economizar dinheiro.

Seja o destino no exterior ou nacional, comece a poupar desde já para conseguir realizar aquelas viagens tão desejadas!

2. Buscar aperfeiçoamento profissional

O mundo está em constante evolução, exigindo cada vez mais dos profissionais. Se antes ter o domínio de um segundo idioma era um diferencial, hoje, por exemplo, é praticamente um pré-requisito. 

Por isso, é fundamental apostar em cursos extras, que vão complementar os seus conhecimentos. Em uma realidade marcada pela forte influência da tecnologia, os profissionais devem se atualizar cada vez mais. 

Palestras, cursos extras, pós-graduação, MBA: são várias as alternativas. Mas todas exigem certo valor de investimento. Que tal, então, passar a juntar dinheiro com essa finalidade? 

3. Ter o negócio próprio

Já passou pela sua cabeça a possibilidade de empreender, abrindo um negócio na sua área de atuação, como uma agência de comunicação? Se sim, está mais do que na hora de você reservar uma quantia do seu salário para conseguir concretizar essa vontade. 

Claro que para abrir uma empresa é preciso de planejamento e esse objetivo não será alcançado do dia para a noite. Mas quanto antes você começar a se organizar, principalmente no que diz respeito às finanças pessoais, mais rápido será o processo de consolidação desse plano. 

4. Possuir estabilidade financeira

A gente nunca sabe como será o dia de amanhã, não é mesmo? Hoje você pode achar que está superseguro no seu emprego, mas quem garante que será assim nos próximos meses?

Perceba, nesse contexto, a importância de fazer uma reserva. Afinal, com a instabilidade política e econômica, as empresas, incluindo os meios de comunicação, estão reduzindo custos e tornando as equipes mais enxutas. Assim, não são raros os casos de demissões em massa. 

Contudo, ao ter uma boa quantia guardada, essa possibilidade não vai tirar suas noites de sono. Lembre-se que mais do que nunca é importante se preocupar com o seu futuro  tanto a curto quanto a longo prazo.

Gostou do conteúdo e quer receber mais dicas que vão ajudá-lo a economizar dinheiro? Então, curta a nossa página no Facebook e fique sempre por dentro das novidades!

Por que se aposentar mais cedo não é meu objetivo (e não deveria ser o seu também)

Por que se aposentar mais cedo não é meu objetivo (e não deveria ser o seu também)

Olá a todos! Hoje eu vou falar sobre algo que TODO MUNDO está falando que é se aposentar mais cedo, e eu gostaria de analisar e pensar sobre diferentes perspectivas sobre isso. E esse post definitivamente me fez reconsiderar minha definição de “aposentadoria” na da verdade. Espero que curta!

Em finanças pessoas está na moda todos falarem sobre Aposentar-se mais cedo. Literalmente temos milhares de sites e blogs documentando o progresso de pessoas em prol desse objetivo, e todos estão simplesmente clamando pelo dia que não terão de responder mais a nenhum “homem”.

Como eu leio sobre outros pensadores e em minha caminhada de finanças, fico pensando se não estamos esquecendo um pouco sobre alguns pontos importantes.

Eu não quero persuadi-lo a mudar sua ideia sobre se aposentar mais cedo, mas quero lhe oferecer uma perspectiva diferente.

O que é se Aposentar?

Antes de mais nada, o que queremos dizer quando falamos sobre nos aposentar? Para a maioria de nós, se aposentar pode parecer como uma vida na praia com sucos com aqueles guarda-chuvas na ponta do copo.

Poderemos dormir sem ativar o despertador, nos programar para viajarmos quando quisermos, e ninguém precisar de nada de nós.

Eu gostaria de sugerir que “aposentadoria” para a grande maioria das pessoas significa ficar totalmente sem trabalhar.

E aposentadoria antecipada, então, é aquela reservada para aquelas pessoas extremistas que estão dispostas a lamber apenas uma folha de alface por dia para nunca extrapolar o orçamento e não compra presente nenhum de natal para o seus filhos.

Na verdade aposentadoria é um novo conceito para a nossa sociedade. Se você voltar 100 anos no passado e tentar explicar esse pensamento ou esse ponto de vista sob o qual você iria parar de trabalhar, com toda certeza iria ter problemas para explicar com detalhes o funcionamento dessa metodologia.

Para se honesto, eu não estou apenas interessado em ficar vagando por aí até morrer. Deixe-me explicar:

Eu sou um produtor, não um consumidor…

Eu amo trabalhar. Isso me trás uma toneladas de satisfação e propósitos quando eu coloco todos os meus esforços, e dou uns passos atrás e vejo tudo que produzi, algo que antes não estava lá e agora está. A palavra TRABALHO, me remete a uma séria de propósitos.

Isso pode variar desde fazer trabalhos comunitários sem fins lucrativos à criação de sites especializados em difundir aquilo que aprendi e ajudar pessoas. Estou muito motivado a fazer coisas para a vida das pessoas, tanto quanto as minhas, e ainda melhorar elas. Você sabe o que é necessário para que isso aconteça? TRABALHO E RECURSOS.

Redefina Aposentadoria

Para mim, independência financeira significa uma coisa acima de todas as outras: LIBERDADE. Eu quero liberdade para escolher meu próprio caminho.

Eu não acho que a aposentadoria que um dia virá, será que eu me sentar para o resto da minha vida e deteriorar até eu morrer. Minha definição de aposentadoria é fazer aquilo que quero, do jeito que quero e na hora que quero, trabalhar de acordo com os meus próprios termos.

Quando eu não mais precisar de um trabalho que me gere dinheiro, estarei livre para perseguir meus objetivos de negócios, minhas oportunidades que apenas são para mim. Ter dinheiro suficiente para “aposentar” me coloca em posição de começar algo novo ou aceitar o risco de alguém que receber um holerite não pode aceitar.

Eu sou LIVRE para fazer a diferença. O trabalho de uma vida é aquilo que estou interessado em construir, não apenas uma poupança para me aposentar.

Uma questão para você:

Qual trabalho iria te tirar da cama todos os dias se pudesse escolher qualquer coisa na vida?

 

Tornando o sonho em realidade!

Tornando o sonho em realidade!

Você é daqueles que sonha, sonha e sonha e almeja que eles se tornem realidade, mas está sempre empacado no mesmo problema? Esse mesmo! Dinheiro, bufunfa, Money!!!!!

Sabia que você não é o único, basicamente as estatísticas apontam que os brasileiros acumulam dívidas na ordem de R$ 264,2 bilhões, de acordo com o levantamento da Serasa Experian. Nessa situação são apenas a minoria dos brasileiros, só 59 milhões, e se você está entre eles, talvez seja a hora de rever suas finanças!!!

Resultado de imagem para está tudo bem meme

Um dos principais impedimentos para que consigamos economizar é a grande vilã Dívida, além do que muitas vezes nos autos sabotamos e não temos nenhum planejamento (mas isso é assunto para um outro post), para isso separei alguns truques para que deixe de gastar à toa e começar a realizar aquele tão sonho tão esperado.

Para tudo! Se quiser que as coisas deem certo, você deve começar anotando TUDO! Isso mesmo, TUDO!!!! Vamos começar pelo trivial, comece calculando todos os seus gastos e o quanto tem de pretensão para economizar, isso deve incluir os centavos!

Fato é que as pessoas gastam menos quando utilizam dinheiro em espécie e está aí uma coisa que torna nossa vida mais fácil, que basicamente é queimarmos nosso cartão de crédito, pois eles podem ser uma armadilha das bravas, ainda mais se não forem controlados. Faça o seguinte, “esqueça-o” em casa e o utilize apenas em caso de extrema urgência.

Se as coisas estão apertadas, talvez seja hora de revermos os gastos que temos, e nos perguntarmos, será que se houver o corte em um determinado gasto você consegue executar a mesma tarefa? Isso serve para as suas unhas, faxineiras, marido de aluguel, mecânico, entre diversas atividades que nós mesmos podemos fazer no dia-a-dia, e de quebra ainda poderá envolver a família de forma que todos colaborem em conjunto!!

Apareceu um produto e você quer comprar? Não aguenta de ansiedade? Agora você terá de esperar 3 dias, isso mesmo TRÊS DIAS para comprar. Isso significa que terá tempo de avaliar se o produto de fato é algo que necessita ou apenas um capricho. Muitos de nós desistimos de comprar algo que temos de esperar, esse desejo acaba por passar.

O pior é quando a tentação nos bate à porta! Por isso, para evitar que a tentação venha até você, cancele imediatamente o seu cadastro no e-mail marketing das lojas, pois isso é uma ferramenta para atrair o usuário até o site deles, e claro que se estamos ávidos por comprar, esse será uma bela isca, por isso cancele ou ignore esses e-mails.

Basicamente é isso pessoal! Algumas dicas para praticarmos no nosso dia-a-dia que irá nos ajudar bastante, até a próxima!

3 Mitos sobre finanças pessoais

3 Mitos sobre finanças pessoais

Fato é que por vezes temos alguns mitos que foram incutidos em nossa mente seja por representar a crença popular sobre um determinado assunto (como o leite com manga) ou por nossos pais e avós nunca terem passado por um determinado problema e verem isso como certo e por isso devemos tomar a mesma atitude. Alguns pensamentos inseridos em nosso subconsciente nem sempre são verdadeiros e exprimem a melhor forma de se trabalhar em finanças pessoais, como a questão de vários cartões de crédito, ou até mesmo deixar o dinheiro separado do cônjuge, comprar uma casa ou aluga-la, entre diversas outras coisas que sempre nos ensinaram que eram erradas.

  1. Pagar dívidas com o juros maior primeiro

Por pior que isso possa parecer, e em contrassenso estudos mostram que pagar as dívidas com o juros menor primeiro tende a ser mais animador e nos dão maior força para pagarmos as dívidas com maiores parcelas e juros. s reactions person interest ofi GIF

Apesar de não parecer o mais esperto a se fazer, os estudos mostram que as pessoas ficam mais motivadas quando penas dívidas somem de suas finanças pessoais.

  1. Alugar ao invés de comprar

Apesar de alguns especialistas em finanças sempre dizerem aos quatro cantos do mundo que é melhor comprar do que alugar, e que o aluguel por sua vez é um desperdício de dinheiro, isso pode ser um pensamento incorreto em algumas situações.

Esse pensamento entre comprar e alugar deve ser bem analisado quando se é jovem, pois o jovem ainda tem várias opções a passar ao longo da vida, e se ele tiver com uma casa comprada isso pode limitar um pouco as opções como mudanças de cidades e por conta de sua profissão.

  1. Ter múltiplos cartões de crédito

O senso diz que quanto maior a nossa quantidade de cartões de crédito, maior a nossa propensão ao gasto. Mas por mais estranho que possa parecer uma carteira cheira de cartões de crédito pode ser uma boa pedida, desde que pague a fatura completa ao final do mês.E uma cilada Bino

De acordo com estudiosos no assunto, se você tiver apenas um cartão de crédito sua pontuação ou escore pode ser comprometido, graças a uma coisa chamada de rateio de utilização, que significa, o quando do seu crédito está sendo utilizado e quanto está disponível. Pessoas que estão em boa forma mantem as suas utilização até 50% do limite total, ou 30%, mas de fato deve sempre estar abaixo dos 10%.

E você concorda com esse senso comum? Qual deles vocês seguem e quais não concordam? deixe sua opinião no POST.